São Roque comemora hoje,16 de Agosto, 363 anos do município e homenageia Padroeiro



São Roque comemora hoje,16 de Agosto, 363 anos do município e também o dia do São Roque, Padroeiro da Cidade.


A procissão é marcada sempre por muita emoção junto aos andares de Nossa Senhora da Assunção e de São Roque, percorrendo as principais ruas centrais da cidade.

E este ano será diferente, a família Santa Quitéria fará uma carreata em homenagem a São Roque à partir das 16 horas.


Será uma singela homenagem ao padroeiro.


A carreata passará pelos seguintes bairros: Vila Nova, Guaçu, Boa Vista, Av. Brasil, Flórida, Santo Antônio, Cambará, Av. Bandeirantes, Av. 3 de Maio, Av. John Kennedy, rua Alfredo Salvetti, Rui Barbosa, XV de Novembro, Praça da Matriz, 7 de setembro, Praça da República e finalizará na rua Santa Quitéria.

A Santa missa ocorrerá às 10h00, 14h00 e 17h00 sem a presença de fiéis. Transmitidas ao vivo pelas redes sociais da Paróquia de São Roque.


Instagram @saoroqueparoquia

Facebook fb/saoroqueparoquia


E a Rádio Coluna Fm 87,5 também fará a transmissão hoje ás 17hrs através do Facebook, Rádio Coluna Fm 87,5. Conheça a História de São Roque:


A história de quem foi São Roque


A tradição conta que São Roque nasceu com um sinal em forma de cruz vermelha sobre o peito. Com isso, sua mãe entendeu que ele estava destinado à santidade. Ele ficou órfão ainda jovem e com isso morou com um tio e estudou Medicina na cidade francesa, mas não concluiu a formação.

Mesmo rico, São Roque praticava a caridade para com os mais pobres de sua cidade. Quando adulto, distribuiu seus bens aos mais pobres, deixando uma parte deles ao seu tio e partindo em uma peregrinação até a cidade de Roma.

No meio da viagem, chegou a Acquapendente, cidade italiana nas proximidades de Viterbo. Nela, boa parte da população sofria com a Peste Negra, que assolava a Europa. Ele se ofereceu como voluntário e chegou a curar alguns doentes usando um bisturi e o sinal da cruz. O mesmo procedimento aconteceu por outras cidades italianas pelas quais São Roque peregrinou, até chegar a Roma.

Na volta à Montpellier, foi contaminado pela peste ao chegar a Piacenza. Teve, então, que paralisar sua obra de curas e generosidade. Ficou isolado em uma floresta para não contaminar outras pessoas e não morreu de fome pela presença de um cão que lhe trazia comida todos os dias. A lenda diz que ele bebia água de uma fonte que nasceu milagrosamente próxima ao lugar onde ele estava.

Então, Gottardo Palastrelli, dono do cão, foi convertido por São Roque. Ele foi curado e voltou a Montpellier, onde foi preso pelo governador local sob a acusação de ser um espião. Ficou por lá até morrer e só foi reconhecido após a morte ao ter encontrada a cruz vermelha trazida sobre o peito.


A importância do dia de São Roque

Sua fama pelos milagres e a cruz vermelha no peito se espalhou, gerando fiéis do sul da França ao norte da Itália. O primeiro milagre atribuído a esse Santo foi a cura de um carcereiro coxo. Segundo a lenda, ele tocou na perna do corpo de São Roque para confirmar se ele estava morto e foi milagrosamente curado. Desde então, ele é tido como o Santo protetor contra as pestes e doenças. E isso traz uma grande importância para ele, pois no dia de São Roque acaba sendo o apelo para quem se encontra no desespero das enfermidades.


Fonte: astrocentro


Institucional

Onde nos encontrar

Praça da Matriz, 38 - Centro - São Roque - SP
Cep: 18130-330

ACOMPANHE-NOS NAS REDES SOCIAIS

  (11) 9 3330-3094

  (11) 4712-9348

  • Instagram
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Twitter - White Circle

©2015 - radiocolunafm.com.br - Todos os direitos reservados